sexta-feira, 21 de março de 2008

HOje é dia mundial da poesia, como tal aqui vai a minha contribuição

Poeta

Oceano de desesperos
Não ter o que escrever
É a aflição do poeta
É como viver sem ser
Unir palavras
Nada e tanto saber
Um carinho que se dá
Um não receber
São sílabas que se repelem
Elos sem correntes
Trigo sem sementes
É unir as mãos
Abraçar mundos distantes
É tudo dar
Pintar cenários idílicos
Criar lindos amores
Vestir a pele de actores
Sonhar
Dar voltas sem fim
Pensar no céu e no mar
Saltar
Ganhar asas e voar
Acordar
Ser dono de sensações
Imaginar sentimentos
Senti-los...
É roubar corações
É amar....

2 comentários:

Anônimo disse...

Joni a sério que foste tu quem escreveu este? é excelente! suave e aparentemente leve mas com camadas de significado! és um show Joni Corgas!

Msn: disse...

Sim fui eu, e tenho muitos mais. Aos poucos vou divulgando mais...
Obrigado